domingo, 26 de outubro de 2008

Quero ouvir suas mãos me dizendo eu te amo





















photo by Herborg Pedersen

Quero ouvir suas mãos me dizendo eu te amo
não se espante comigo
eu sou assim

Quero ouvir suas mãos me dizendo eu te amo
quando eu sorrio e você olha pra mim

Quero ouví-las quando me toca
e como me toca bem
quero sentir elas dizendo
o quanto me quer também

Quero ouvir suas mãos afinadas
conversando com o violão
namorá-las atentamente
enquanto tecem uma nova canção

E quero ouvir suas mãos cantando
e espalhando por aí a toada
dos contos do seu coração
das cores da sua estrada

Quero ouvir suas mãos me contando
os seus sonhos,
os seus freios,
sua alma de ponta a ponta
quero ouví-las segredando
o que nem mesmo você
se dá conta

Das suas mãos eu quero ouvir tudo
nada precisam calar
nem um pensar mais escuro
ou um intento de desamar

Pouco importa o que elas digam
ou em que tempo
contanto que suas mãos me façam
ouvir você por dentro

Quando quiser me dizer eu te amo
e suas mãos estiverem cansadas
não tenha dúvidas nem pudores

Quando suas mãos não puderem falar
diga a elas que me mande flores

12 leitores extasiados...:

Marcelino França disse...

postado por marcelino (linofranca@terra.com.br)

quem são as mãos? elas são ele ou ele são elas? lindo isso de brincar com elas e com ele . . .

(1/11/2008 2:07:48)

Denise disse...

postado por Denise Lellis

Lindo poema Fabi! Tem um convite pra você no meu blog. Acho que vai gostar de participar. Passa lá. Beijo!

(6/11/2008 8:40:42)

Adriano disse...

postado por Adriano Vieland
(adriano@adrianovieland.com)

Olá Fabiana...
Tem um convite para você lá no meu blog... visite o post "Primeiras Recordações":

http://blogs.abril.com.br/panoramasaopaulo

Abs.,

Adriano Vieland,
Panorama São Paulo
(13/11/2008 18:39:21)

Rodrigo disse...

postado por Rodrigo (muros_rubim@yahoo.com.br)

Fabiana,

Gostei. Gostei mesmo. Sensível e inteligente.

Beijos do seu amigo
Rodrigo

(14/11/2008 17:26:07)

Marcia disse...

postado por Márcia Gonçalves (marcpgoncalves@hotmail.com)

Fabiana,

Moça, Poeta, linda, madura na medida... de poemas de uma beleza e profundidade
indizíveis.

Beijos,
Márcia

(14/11/2008 18:37:23)

Fernando disse...

postado por Fernando dos Santos Silva (ando.2000@hotmail.com)

olá fabiana

Òtimo suas palvras sobre relacionamentos em forma de poesias,além de vc ter algumas atividades interessantes como fazer esculturas.

Saiba que tão bom como escrever e vivenciar no sentimento a boa arte de qualquer tipo pois este mundo que vivemos estamos mais parecidos com robos do que seres humanos.

Abraços

(24/11/2008 21:17:50)

Graça Souza disse...

postado por graca souza

Adoro poesias e me encantei com a sensibilidade e verdade deste...gostei tanto que já peguei pra mim rsrs maravailhoso! bjs

(30/11/2008 23:38:06)

Vivi disse...

postado por Vivi (vivialves08@gmail.com)

Nossa Fabiana, encontrei seu blog por acaso...comecei a ler e adorei.

Esse seu poema então...nossa!!!

Não encontro palavras para elogiar...eu li e me senti compreendida...revelada...muito bom mesmo...acredito que isso que falta nos relacionamentos...essa profundidade, esse carinho, esse amor!!!

(1/12/2008 10:10:46)

ana rüsche disse...

ah, sim, sempre mandar flores...

obrigada pelos comentários - não é sempre que consigo passar num blogspot (bloqueios), mas tinha que vir aqui dar um alozinho

um beijo e até já

Renato Alt disse...

Suavidade e intensidade... Belo texto. Aliás, como bem nos apresenta o título do blog.
Bjs.

Emerson Souza disse...

(Como será que se diz feliz dia das mulheres na ligua dos sinais?!)
Bom, faz de conta que estou falando com as mãos:
Feliz dia das mulheres.

Vanessa Moiseieff disse...

OI, queria saber como poderíamos guardar obras assim junto dos nossos dias. Guardaria tudo de tão sabio e belo para saber amar desta forma sempre. Parabéns

Blog Action Day 2009

Translate this blog


Widget UsuárioCompulsivo

Search this blog

Se você gostou desse blog, vote no prazer do texto: